Conclusão do estudo PrEP Brasil

Os resultados finais do estudo PrEP Brasil foram apresentados na Conferência Internacional de AIDS (IAS 2017), que aconteceu em Paris entre os dias 23 e 26 de julho deste ano.

PrEP Brasil foi um estudo demonstrativo voltado para avaliar a viabilidade do uso diário de um comprimido da combinação Tenofovir e Entricitabina (FTC/TDF, também conhecido pela marca Truvada®), fornecido sem custo para homens cis e mulheres trans que fazem sexo com homens através do Sistema Único de Saúde (SUS). Resultados parciais do estudo foram publicados anteriormente em nosso site: http://bit.ly/PrEP_1 e http://bit.ly/PrEP_2.

450 participantes iniciaram a PrEP em três centros de pesquisa no Rio (INI-Fiocruz) e em São Paulo (CRT-SP e USP) e 375 (83%) foram acompanhados durante 48 semanas de estudo (cerca de 1 ano). Destes, 277 (74%) tomaram pelo menos 4 doses de FTC/TDF por semana, dose considerada protetora na prevenção do HIV. A incidência maior de adesão a PrEP se deu com participantes maiores de 35 anos – 80% com essa faixa etária chegaram a um nível seguro de FTC/TDF no sangue – e com mais de 12 anos de escolaridade – 76% dos participantes com esse perfil seguiram a mesma adesão. Já em relação ao gênero, dos 375 participantes que compareceram à visita na semana 48, 354 eram homens cis (com adesão satisfatória de 74,6% em relação a este número total) e 21 mulheres trans (com adesão de 61,9%).

Ao longo do estudo, foi constatada uma estabilidade na incidência de ISTs e até um ligeiro declínio no número de parceiros sexuais dos participantes. Isto demonstra que a compensação de risco não foi relevante para a população alvo deste estudo. Além disso, os resultados do PrEP Brasil demonstram uma alta adesão à PrEP, corroborando a viabilidade da implementação da PrEP no Brasil.

Para ler o resumo original do trabalho apresentado em Paris, veja a página 125 (Resumo TUPDC0107LB): http://bit.ly/2x8uVSX.

Nós da equipe PrEP Brasil agradecemos a todos os voluntários do estudo e a todos que acompanharam nossa página. Vamos continuar divulgando informações relevantes à PrEP e à prevenção do HIV, assim como novos estudos que em breve serão iniciados.